domingo, 30 de agosto de 2009

Qual a diferença entre hipertiroidismo e hipotiroidismo?



O hormônio tireotrófico, que é produzido pela hipófise, é o responsável por controlar o funcionamento da tireóide. A tireóide é uma da maiores glândulas endócrinas do corpo humano. Ela é constituída por dois lobos e está localiza no pescoço, em frente à traquéia.




A tireóide produz os hormônios triiodotironina ou tiroxina (T3) e tetraiodotironina (T4). Estes hormônios são lançados na corrente sanguínea e tem repercussão em muitos sistemas do corpo humano. O iodo é faz parte da composição tanto do T3, quanto do T4.







Fig. 1: Localização da glândula tiróide.






Hipertiroidismo




O hipertiroidismo constitui uma das doenças da glândula tireóide. Esta patologia ocorre quando a glândula está hiper-acelerada e produz em excesso os hormônios tireoidianos (T3, T4, ou ambos).




Em excesso, os hormônios tireoidianos aceleram o metabolismo. Os sinais de hipertireoidismo e a sua gravidade variam de pessoa para pessoa.






Alguns sinais e sintomas:




- aumento a frequência cardíaca (taquicardia) e palpitações
- hipertensão arterial
- tremores, mais acentuados nas mãos
- sensação de frio
- diminuição de peso a contrariar o aumento da fome
- ansiedade, nervosismo e insônia
- depressão
- sono e cansaço
- irritabilidade
- fraqueza
- sudorese
- cabelos finos
- Unhas quebradiças
- exoftalmia (olhos salientes)
- bócio endêmico
- alterações no ciclo menstrual da mulher
- o aumento da glândula pode ser observável








Fig. 2: Exoftalmia.







Fig. 3: Bócio endêmico.





Diagnóstico: após realizar o exame físico, o médico pode solicitar os exames laboratoriais para verificar as doses dos hormônios T3, T4 e TSH.




Tratamento: as várias formas de tratamento do hipertiroidismo devem ser discutidas entre o paciente e o médico especialista (endocrinologista). Geralmente o médico opta por medicamento que reduzem o funcionamento da tireoíde e a consequente produção hormonal. No início do tratamento a dose de medicamentos geralmente é levada, mas sofre reajustes de acordo com os resultados dos exames laboratoriais.






Hipotiroidismo




O hipotiroidismo é causado pela produção insuficiente dos hormônios tireoidianos. Há distintas causas para o hipotiroidismo, sendo a mais comum a tiroidite de Hashimoto, doença auto-imune em que os anticorpos do organismo agem contra as células da tireóide. A deficiência de iodo na alimentação também pode causar hipotiroidismo, porém o número de pessoas que adquirem hipotiroidismo pela falta de iodo na alimentação vem diminuindo em todo o mundo, devido a programas governamentais de adição de iodo ao sal de cozinha.






Principais sintomas no recém-nascido:




- choro rouco


- constipação


- hérnia-umbilical


- diminuição dos reflexos


- pele seca


- dificuldade de desenvolvimento




Se o recém-nascido não receber tratamento adequado até a quarta semana de vida, pode ter seu desenvolvimento comprometido, com retardo mental, surdez, pouco peso e altura.






Principais sintomas no adulto:




- sonolência


- falta de apetite


- intolerância ao frio


- ganho de peso


- fraqueza


- raciocínio lento


- depressão


- unhas secas e quebradiças


- cabelos secos e quebradiços







Fig. 4: Estado de desânimo de pessoa com hipotiroidismo.





Diagnóstico: após exame físico, o médico solicita exames laboratoriais para verificar as dosagens de TSH e T4.



Tratamento: o tratamento é realizado com tiroxina (T4) e controlado pela dosagem de TSH, que deve se manter sempre normal.

3 comentários:

  1. Mto bom Iuri!
    Exatamente o q o médico me falou sobre hipotireoidismo.

    ResponderExcluir
  2. TUDO ACIMA CITADO ESTÁ CORRETÍSSIMO,SOFRO DESTE MAL... ME TRATO COM TIROXINA,ESTOU BEM MELHOR,MAS NÃO TENHO CABELOS NA PARTE DE CIMA ,DA CABEÇA! ISTO ME ENTRISTECE MUITO,SE CUIDEM ,PARA NÃO FICAREM ASSIM!

    ResponderExcluir